Pensamentos sem tempo em 'Agarrar o Tempo'

Por Shirley M. Cavalcante (SMC)

Nascida e natural de Lisboa é licenciada em Tradução económica-jurídica na vertente francês e inglês pela Universidade Europeia e com uma Pós-graduação em Gestão Comercial e Marketing pelo ISTE Porto. Iniciou o seu percurso profissional em Assessoria de Direção em diversas empresas multinacionais onde se mantém em funções na área de legal no Grupo Jerónimo Martins.

É escritora com o lançamento do seu primeiro livro de poesia “Agarrar o Tempo” - Pensamentos sem tempo em Dezembro de 2018. Para além do género de poesia gosta de escrever prosa, crónicas, contos e letras originais de músicas.

Sentir e escrever sobre a vida, os outros, as aprendizagens e experiências recebidas são o que mais a movem na sua busca constante de evoluir como pessoa, como mulher.

“Esta obra reúne cerca de 100 poemas, todos muito diferentes, porque foram escritos em momentos diferentes e espelham a minha evolução na escrita de uma forma tímida para um estilo mais consistente, mais marcante.”

Boa leitura!

 

Escritora Carlota Marques Canha, é um prazer contarmos com a sua participação na revista Divulga Escritor. Conte-nos, o que a motivou a ter gosto por textos poéticos.

Carlota Canha - O gosto e prazer pela poesia data dos tempos da minha juventude e formação académica em letras e uma admiração  muito forte pela obra de Fernando Pessoa e Sophia de Mello Breyner. Desde cedo comecei a ler vários autores e os textos  que li com emoção, sensações tão belas destes autores foram cativando a minha percepção e um gosto muito presente que nunca mais parou.

 

Em que momento se sentiu preparada para publicar o seu primeiro livro solo?

Carlota Canha - Publicar um livro esteve sempre nos meus planos, foi um projeto, eu diria um sonho adiado que deixei fechado numa gaveta  há cerca de 20 anos atrás e em 2018 derivado a uma situação pessoal foi o gatilho que precisava, a coragem e força que tinha que reunir para avançar com esse sonho. Penso que nunca estamos preparados para divulgar e mostrar aquilo que pensamos e, em consequência sentimos, mas o apelo interior ditou-me que seria nesse momento ou nunca mais. Arrisquei e avancei com toda a determinação e graças a Deus as coisas correram bem nesse sentido.

 

Apresente-nos a obra

Carlota Canha - A obra “Agarrar o tempo” é uma obra simples, muito intimista porque estão refletidos muitos textos da minha vivência pessoal, mas uma obra humilde de um início, de um caminho a percorrer com autenticidade e disponível para receber e aprender neste mundo literário. Este livro foi a reinvenção e metamorfose que precisava de fazer na minha vida que não estava bem a um certo nível e que eu precisava de redescobrir-me no meu eu mais profundo e ir buscar desafios, acreditar no meu potencial. Tive  a clara noção  de que era capaz de escrever algo simples, direto e que o público leitor, seguidores se identificassem de uma forma positiva e não fosse apenas escrever por escrever sem conteúdo. Esta obra reúne várias temáticas desde a amizade, o amor, natureza, família, o mar pelo qual sou uma apaixonada, a esperança e fé que temos que ter para continuarmos um caminho. Enfim, escrevi sobre tudo um pouco, reproduzi sensações pessoais e emoções únicas, libertei a alma na escrita de uma forma sensível, doce e, às vezes até dura, mas nem tudo pode ser doce e o duro, acutilante é a forma de calar o silêncio da mente.

Esta obra reúne cerca de 100 poemas, todos muito diferentes, porque foram escritos em momentos diferentes e espelham a minha evolução na escrita de uma forma tímida para um estilo mais consistente, mais marcante.

 

Quais critérios foram utilizados para escolha do título?

Carlota Canha - A escolha do título surgiu numa pequena conversa com a editora responsável pelo processo e, como tinha escrito um poema de abertura da obra com o mesmo título considerámos que seria esse o título mais adequado para escolha e também porque o livro falava de pensamentos sem tempo.

 

Apresente-nos, um dos textos publicados em “Agarrar o Tempo – Pensamentos sem tempo”?

Dá-me tempo para não te esquecer

 

Dá-me tempo

para aquele abraço sentido.

Dá-me tempo

para um querer estar junto.

Dá-me tempo

para caminhar a teu lado.

Dá-me tempo

para te ouvir.

Dá-me tempo,

tempo,

para te olhar,

para te amar.

 

Sabemos que cada texto tem um pedacinho da autora. Comente sobre o momento de criação deste texto.

Carlota Canha - Este poema foi escrito na fase de um relacionamento pessoal vivido e que teve os seus pontos positivos e também menos positivos como acontece em qualquer relacionamento. Foi uma experiência de aprendizagem, de conhecimento e que fez-me ver que nem sempre conseguimos combater o tempo de querermos tudo viver nesse relacionamento, queremos tempo para dar, dedicar, olhar, proteger, amar e também receber na mesma proporção. O mais importante é pensarmos que fazemos a nossa parte da melhor forma com erros, com responsabilidades e também com sucesso e que um dia teremos o retorno daquilo que plantamos e que vamos certamente colher um dia.

 

Onde podemos comprar o seu livro?

Carlota Canha - O livro pode ser adquirido através da:

Chiado Books: https://www.chiadobooks.com/livraria/agarrar-o-tempo

Fnac:https://www.fnac.pt/Agarrar-o-Tempo-Carlota-Marques-Canha/a6345281#omnsearchpos=1

Bertrand Livreiros: https://www.bertrand.pt/livro/agarrar-o-tempo-carlota-marques-canha/22363359

 

Além de textos poéticos você escreve em outros segmentos?

Carlota Canha - Para além da poesia, escrevo também prosa, contos, crónicas e letras originais de músicas.

 

Quais os seus próximos projetos literários?

Carlota Canha - A  médio longo prazo estará nos meus planos escrever uma narrativa de fição, um romance. Para além deste ambicioso projeto, gostaria de continuar a escrever poesia, participar em projetos de antologias com outros autores e quem sabe voltar a editar um segundo livro de poesia, mais maduro do que o primeiro e que espelhe essencialmente a minha evolução e consolidação a nível de autora.

Pois bem, estamos chegando ao fim da entrevista. Muito bom conhecer melhor a escritora Carlota Marques Canha. Agradecemos sua participação na Revista Divulga Escritor. Que mensagem você deixa para nossos leitores?

Carlota Canha - A mensagem que gostaria de deixar é que acreditem sempre em si mesmos, nos sonhos que guardam mesmo que vos pareçam difíceis de concretizar é importante mantermos a esperança e fé de um dia fazermos esse sonho acontecer. Façam reviver esses sonhos como pessoas e acreditem que não existem impossíveis mas possíveis e que nos sabotamos muitas das vezes pelas nossas inseguranças, medos de arriscarmos, de falharmos nos nossos objetivos e, um dia algo se altera e  tomamos o comando da nossa vida e vamos viver esse mesmo sonho.

Sonhar é o poder de acreditar que pode ser diferente e a vida só faz sentido se acolhermos com determinação esses sonhos,  esses projetos.

Finalizo com uma mensagem do nobre autor Fernando Pessoa que me acompanha há muitos anos e que gostaria de citar: “tenho em mim todos os sonhos do mundo”.

Tenho sim e irei concretizá-los, sem dúvida, um de cada vez…

Obrigado

 

Divulga Escritor, unindo você ao mundo através da Literatura

https://www.facebook.com/DivulgaEscritor

Contato: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

linkedin

Em destaque

logo com o ISSN

Recanto da Lusofonia logomarca

Editoras - Portugal

Editoras - Brasil

 

 

 

 Renova Livro carto

 

 

Portal Literário - Um Mundo literário ao seu alcance

 

Autor parceiro
Tito Mellão Laraya

 Imagem Tito Laraya