Inclusão social é abordada em livros do autor Ariolino Neres Sousa Junior

Por Shirley M. Cavalcante (SMC)

Ariolino Neres Sousa Junior é advogado civilista, docente em direito civil, escritor, mestre em Direito pela Universidade da Amazônia (Unama), membro da Comissão dos Direitos das Pessoas com Deficiência da OAB-PA e membro associado do Instituto Brasileiro do Direito de Família (IBDFAM).

“A presente obra tem a preocupação de discorrer acerca de importantes temáticas voltadas aos direitos humanos no contexto sociojurídico nacional, sendo que suscita abordagens variadas no que tange às relações de exploração de mão de obra do trabalhador em situação de escravidão; atos de violência no âmbito social e moral; imigração ilegal; advento da responsabilidade civil e infringência às normas do consumidor.”

Boa leitura!

 

Escritor Ariolino Neres Sousa Junior, é um prazer tê-lo conosco na revista Divulga Escritor. Conte-nos, o que o motivou a pesquisar e escrever sobre a inclusão social?

Ariolino Junior - Desde muito tempo já venho pesquisando sobre a respectiva temática. Na verdade, quando obtive minha primeira formação em pedagogia (2002), comecei a estudar a inclusão social, direcionando especificamente a ela minha pesquisa, sobre o público-alvo formado por “pessoas com deficiência” e acessibilidade ao ambiente escolar, no caso aqueles estudantes autistas ou com alguma síndrome específica. Posteriormente, após me formar no curso de direito (2007), considerando minha pré-formação em educação, resolvi proceder a interdisciplinaridade direcionando a inclusão social das pessoas com deficiência para análise da acessibilidade ao mercado de trabalho, sob a proteção da legislação previdenciária e constitucional.

 

Quais temáticas estão sendo abordadas em seu livro “Direitos humanos na contemporaneidade: relevância no cenário sociojurídico nacional”?

Ariolino Junior - A presente obra é heterogênea, pois retrata algumas temáticas importantes, tais como a análise acerca do “DIREITO ALTERNATIVO E SUA POSSÍVEL CONEXÃO COMO DIREITO INSURGENTE” e o “ACHADO NA RUA”; atuação do “MINISTÉRIO PÚBLICO PARAENSE NA APLICAÇÃO DA POLÍTICA PÚBLICA”, “PROJETO HOMEM CONTRA A VIOLÊNCIA: REEDUCANDO O HOMEM AUTOR DE VIOLÊNCIA DOMÉSTICA”; discussão acerca das “REGRAS DA INCAPACIDADE NUMA PERSPECTIVA CIVIL-CONSTITUCIONAL”; uma abordagem acerca do “TETO DOS GASTOS PÚBLICOS NO QUE CONCERNE AO DIREITO À SAÚDE”; uma análise da “RESPONSABILIDADE CIVIL EM DECORRÊNCIA DA PRÁTICA DO DANO ELEMENTAR”; uma reflexão acerca do “O MEDO E O MAL-ESTAR SOCIAL COMO COMPONENTES DO DISCURSO DE ÓDIO”; uma análise crítica quanto ao “TRABALHO FORÇADO: A ESCRAVIDÃO CONTEMPORÂNEA E A VIOLAÇÃO DA DIGNIDADE HUMANA”; uma discussão acerca do “DIREITO DO CONSUMIDOR SUPERENDIVIDADO E A POSSIBILIDADE DE RENEGOCIAR AS SUAS DÍVIDAS E O DEVER DO FORNECEDOR DE COOPERAR À LUZ DO PLS 283/2012”; e finalmente uma discussão acerca dos “HAITIANOS NO BRASIL”.

 

Apresente-nos a obra.

Ariolino Junior - A presente obra tem a preocupação de discorrer acerca de importantes temáticas voltadas aos direitos humanos no contexto sociojurídico nacional, sendo que suscita abordagens variadas no que tange às relações de exploração de mão de obra do trabalhador em situação de escravidão; atos de violência no âmbito social e moral; imigração ilegal; advento da responsabilidade civil e infringência às normas do consumidor. Dessa forma, a obra traz à discussão e reflexão de conteúdos que visam interpretar a ciência jurídica nacional contemporânea em seu variado grau de complexidade e compreensão. Logo, os renomados juristas da presente obra embasaram suas pesquisas em temas condizentes com as relações e exercício de poder público e privado, em conflitos socioideológicos e análise e interpretação jurídico-doutrinária.

 

O que mais chamou sua atenção após as pesquisas relacionadas aos temas tratados?

Ariolino Junior - Sem sombra de dúvida, as referências bibliográficas foram categoricamente bem selecionadas pelos autores em seus artigos, isto é, além de atualizadas, foram importantes para dinamização das informações e elaboração de dados quantitativos e qualitativos que ajudaram a construir e enriquecer as pesquisas em prol do leitor.

 

Além de “Direitos humanos na contemporaneidade: relevância no cenário sociojurídico nacional”, você tem outros livros publicados? Apresente-nos as obras publicadas.

Ariolino Junior –

- Sistema de cotas de acesso ao mercado de trabalho para pessoas com deficiência – Esta obra começou a se delinear durante a graduação em direito, motivada pela polêmica ainda presente no âmbito das relações sociais, em diversos países do mundo, inclusive no Brasil, envolvendo o sistema de cotas de acesso ao mercado de trabalho para pessoas com deficiência. A abordagem ganha contornos de relevância por seu caráter multidisciplinar e pela diversidade de aspectos versados, com o fim de dotar o leitor de amplos conhecimentos sobre o tema e de chamar atenção das autoridades para a urgente inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho, mediante a implementação de políticas públicas capazes de assegurar os direitos fundamentais dessa população.

- Pessoas com deficiência em situação de neoescravidão urbana - O tema em estudo se caracteriza como sendo um dos mais polêmicos, vivenciados no cotidiano das relações laborais e a análise da “neoescravidão” urbana envolvendo pessoas com deficiência no setor laboral da economia brasileira. Atualmente no Brasil, ainda ocorre a prática da “neoescravidão” urbana, cuja caracterização é oriunda do comportamento exercido por determinados empregadores em seus setores de produção, comércio e serviços, que têm contribuído para o advento de elementos caracterizadores de trabalho degradante, prejudicando, assim, o cotidiano de trabalho de muitas pessoas com ou sem deficiência. Especificamente retratando as pessoas com deficiência, a realização da “neoescravidão” urbana traz como consequência a infringência não apenas das normas legais de proteção aos direitos fundamentais sociais em prol desse público-alvo, como também a própria condição de dignidade da pessoa humana.

- Dialogando com o direito testamentário brasileiro - Um dia iremos passar por esse estágio de situação, que é encarar o evento “morte”, mesmo sabendo que a grande maioria ainda não esteja preparada psicologicamente para encarar esse desafio. Dentro dessa realidade, encontramos algumas respostas no estudo do direito das sucessões, cuja meta é apresentar soluções e ferramentas jurídicas de análise acerca de como se portar após o falecimento de alguém, isto é, o que fazer daqui para frente diante do óbito de um ente querido, familiar ou não. Nesse sentido, surge a proposta dessa obra em trazer algumas informações e esclarecimentos de dúvidas no que tange ao funcionamento do testamento. As perguntas e respostas foram elaboradas com o propósito de informar o leitor para entendimento do contexto de regras voltadas ao direito testamentário brasileiro, subsidiado pelo Código Civil 2002. Por fim, é importante frisar que a presente obra não está direcionada somente a conquistar a leitura do profissional do ramo jurídico, pelo contrário, tenho a preocupação de conquistar e despertar a curiosidade do cidadão leigo que, inclusive, em algumas situações, nem sequer sabe a real finalidade de um testamento, mas tem interesse em buscar a resolução dos seus problemas. Façamos um excelente diálogo juntos!

 

Onde podemos comprar seus livros?

Ariolino Junior –

- “Sistema de cotas de acesso ao mercado de trabalho para pessoas com deficiência”:

site do estante virtual: https://www.estantevirtual.com.br/livros/ariolino-neres-sousa-junior

- “Pessoas com deficiência em situação de neoescravidão urbana”:

Site do Morebooks: https://www.morebooks.shop/store/pt/book/pessoas-com-deficiência-em-situação-de-neoescravidão-urbana/isbn/978-3-639-89672-5

- “Dialogando com o direito testamentário brasileiro”:

Sites: https://www.submarino.com.br/produto/129704973/livro-dialogando-com-o-direito-testamentario-brasileiro

https://lumenjuris.com.br/direito-civil/dialogando-com-o-direito-testamentario-brasileiro-2016/

- “Direitos humanos na contemporaneidade: relevância no cenário sociojurídico nacional”:

Sites: https://www.saraiva.com.br/direitos-humanos-na-contemporaneidade-9938773.html

https://www.jurua.com.br/shop_item.asp?id=26404

 

Quais os seus principais objetivos como escritor?

Ariolino Junior -

- Pensar no coletivo é de fundamental importância. Quando escrevemos uma obra, sempre devemos pensar em nosso público leitor, naquilo que faz parte de seu cotidiano e suas aspirações. O escritor deve mergulhar fundo no universo das palavras, a fim de construir informações e ideias coerentes visando conquistar a simpatia e opinião do seu público leitor alvo.

- Dinamizar minhas obras para outras distintas culturas e civilizações também faz parte de meus objetivos como escritor. É meta de qualquer escritor presenciar sua obra ser divulgada e apreciada por outras nações com culturas variadas e distintos modos de pensar e agir. Daí a importância da tradução das obras para os idiomas locais e, acima de tudo, produzir obras voltadas às realidades daquelas civilizações são importantes prioridades a fim de conquistar novos leitores. E, com o passar do tempo, a fama e o reconhecimento profissional do escritor são consequências que certamente irão acontecer com naturalidade.

 

Pois bem, estamos chegando ao fim da entrevista. Muito bom conhecer melhor o escritor Ariolino Neres Sousa Junior. Agradecemos sua participação na Revista Divulga Escritor. Que mensagem você deixa para nossos leitores?

Ariolino Junior - Penso que a solução para constituirmos uma nação dinamizadora, crítica, coerente e não manipuladora é mediante o incentivo à leitura, prática esta que já deve ser incentivada desde tenra idade perante nossos filhos, amigos e demais familiares. O universo literário deve ser penetrado e fazer parte do cotidiano de todos os seres humanos. Certo é que, infelizmente, nem todos têm essa brilhante oportunidade de assim o visitá-lo por razões socioeconômicas e culturais, porém aquelas pessoas que recebem tal oportunidade devem assim abraçar de imediato. Portanto, caríssimos leitores, o livro continua, penso eu, a ser importante solução para respostas de nossas eventuais dúvidas e problemas pessoais ou até coletivos. Somente por meio da leitura e do incentivo ao estudo do universo literário poderemos formar cidadãos preparados tanto psicológica como socialmente a enfrentar e vencer os desafios e obstáculos do nosso cotidiano social.

 

Divulga Escritor, unindo você ao mundo através da Literatura

https://www.facebook.com/DivulgaEscritor

Contato: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

Vídeo em Destaque

linkedin

Em destaque

logo com o ISSN

Recanto da Lusofonia logomarca

Editoras - Portugal

Editoras - Brasil

 

 

 

 Renova Livro carto

 

 

Portal Literário - Um Mundo literário ao seu alcance

 

Autor parceiro
Tito Mellão Laraya

 Imagem Tito Laraya