Fantasia Fantástica 'O Rei Adulto' é destaque internacional por meio do autor Helio Jaques

Por Shirley M. Cavalcante (SMC)

Carioca, nascido em 1971, Helio Jaques é astrônomo formado na UFRJ em 1993 e doutorado pela USP, em 2000. Trabalhou como pesquisador associado por três anos na University of Virginia, EUA. Desde 2004 é professor na UFRJ, e atualmente é diretor do Observatório do Valongo. Sua obra “O Rei Adulto” é seu primeiro texto literário.

Além dela, atuou como revisor técnico do livro “Astronomia para Leigos”, da Editora AltaBooks, e foi o tradutor do “Atlas Ilustrado do Universo”, da Reader’s Digest. Seu primeiro livro “O Rei Adulto” foi lançado em 2016 com o apoio da AZO – Agência Literária.

“Em meu livro, busco representar a infância aos olhos de quem já passou por ela, como se fosse um convite a divertir-se, relembrá-la, para refletir sobre o que dela levamos à vida adulta e o que perdemos. Esta é a principal mensagem: por que crescer.”

 Boa Leitura!

Escritor Helio Jaques, é um prazer contarmos com a sua participação na Revista Divulga Escritor. Conte-nos em que momento surgiu inspiração para a escrita de seu livro “O Rei Adulto”?

Helio Jaques – A ideia de meu livro surgiu em 1990. À época eu tinha 19 anos e ainda atravessava a turbulência da vida adolescente. Comecei a refletir muito sobre o que significava crescer, chegar aos 20, 30 anos... Quando somos crianças, os adultos costumam nos perguntar: “o que você quer ser quando crescer?”. Eu me dei conta de que os adultos normalmente não estavam preparados para quando a criança respondesse que “não queria crescer”. Talvez não seja comum encontrar crianças que digam isso abertamente, mas elas existem, e se sentirão perdidas quando notarem, anos depois, que estão crescendo. Peter Pan é um arquétipo que representa esse sentimento. Mas o livro “Peter Pan” não oferece uma resposta a essa questão. Eu busquei trabalhar esse dilema na construção dessa história. Quanto ao estilo, inspiro-me bastante em Michael Ende, autor de “A História Sem Fim”.

 

Apresente-nos o enredo que compõe o livro.

Helio Jaques – “O Rei Adulto” é uma fábula sobre as dificuldades que envolvem a passagem da criança à vida adulta. Ambientado dentro do mundo imaginário e fantasioso das próprias crianças, o livro narra a epopeia de Êisdur Árland, um menino de 11 anos que decide descobrir o paradeiro de seu irmão mais velho, Eisdras, que abandonou o mundo das crianças após entrar na adolescência. Êisdur acredita que pode localizá-lo com a ajuda do Rei Adulto, personagem lendário de seu mundo, reputado como a única pessoa a ter crescido sem deixar de ser criança. Outras seis crianças se juntarão a ele. Juntos, os sete são nomeados Suprapátrias, título raro dado somente àqueles cuja missão seja considerada tão importante para o mundo infantil que seu resultado estaria acima de qualquer questão regional ou nacional. Mas essa busca não é tão simples. Há, de fato, um rei adulto? Ele pode ajudar Êisdur? É essa a trama da história.

 

De forma resumida, apresente-nos os principais personagens que compõem a trama.

Helio Jaques – São sete as crianças que compõem o núcleo principal de personagens de “O Rei Adulto”: o caçador Êisdur Árland, o ladrão Wáldron Gastrano, a contadora de histórias e herbalista Marsena Sterinax, o cavaleiro Harsínu Sterinax, o mago Áymar Resphel, o mascate trambiqueiro Ernesto Molicári e a tenente Ctara Bergrak. Suas idades vão de 6 a 13 anos. Seu grupo é capaz de uma diversidade de funções, tal como um grupo de RPG. Todos são crianças muito cativantes, mas acredito que os leitores provavelmente sentirão mais afeição por Wáldron, o ladrãozinho, que é o caçula do grupo, além de ser o mais arisco e desbocado.

 

Você mantém um blog onde divulga a história. Uma das postagens mais recentes menciona o personagem Fernã, que criou vários mapas para o príncipe de Guaipur. Fernã tem papel importante no seu livro?

Helio Jaques – O blog oreiadulto.blogspot.com distribui material adicional inspirado no mesmo mundo ficcional. Esse personagem, Fernã de Doiro, não é mencionado no livro. Ele é uma referência ao cartógrafo português Fernando Dourado, do século XVI, que criou um estilo de mapa que busquei reproduzir. Já Guaipur é um dos sete reinos infantis nos quais dividi o mundo das crianças. Cada um desses reinos é caracterizado por cultura própria e, em alguns casos, por uma variedade da língua portuguesa, desde uma arcaica, uma etimológica, uma brasileira, outra europeia, até a variante informal das classes pobres dos subúrbios de cidades brasileiras. Em certo sentido, os traços culturais de cada reino podem lembrar “paisagens” da infância.

 

Eu já estou encantada com a história. Qual a mensagem que deseja transmitir ao leitor por meio do enredo que compõe “O Rei Adulto”?

Helio Jaques – “O Rei Adulto” é uma obra sobre a infância, mas não exatamente para crianças. Escrevi-o tendo como alvo um público do começo da adolescência até os trinta anos, especialmente os que gostam de aventura ou joguem Role Playing Games. Eventualmente, outros leitores podem vir a se interessar pela história, incluindo crianças. Em meu livro, busco representar a infância aos olhos de quem já passou por ela, como se fosse um convite a divertir-se, relembrá-la, para refletir sobre o que dela levamos à vida adulta e o que perdemos. Esta é a principal mensagem: por que crescer.

 

O enredo de “O Rei Adulto” está dividido em quantos volumes? De que forma o enredo se apresenta em cada volume?

Helio Jaques – A história foi originalmente escrita para compor um único volume. Todavia, ela é grande, em comparação a outras obras do gênero: são 499 laudas A4. Do ponto de vista editorial, sugeriram-me dividi-la em dois volumes. No primeiro volume, Êisdur compõe seu grupo de amigos e procura pelo Rei Adulto nos reinos de Teres, Tamatich e Macebólia. Recebem ajuda de vários grupos de crianças e, mais para o fim do livro, conhecem seu principal antagonista, o príncipe Soslaio, que usurpou o trono de Ístar com a ajuda de seu irmão mais velho. No segundo volume, o conflito entre os Suprapátrias e Soslaio se mistura com a constatação de que muitas crianças não sabem mais como brincar ou imaginar, e por isso usam uma droga mascável que as estimula a isso. Essa droga tem efeitos devastadores sobre o mundo delas. Ao fim do segundo volume, Êisdur e seus amigos descobrem onde vive o Rei Adulto e sobre o que significa crescer e amadurecer.

 

Qual a previsão para o lançamento de cada volume?

Helio Jaques – O primeiro volume foi lançado em formado ebook, em novembro de 2016. Em dezembro de 2017, esse volume deverá ser lançado numa nova edição independente, desta vez impressa, pela AZO Agência Literária. Tenho a expectativa de publicar ambos os volumes em uma edição comercial. Por causa disso, o segundo volume ainda vem sendo mantido como inédito. Certamente, se o interesse dos leitores for grande, avaliarei essa decisão e poderei lançá-lo inicialmente como ebook.

 

Onde podemos comprar o seu livro?

Helio Jaques – O livro pode ser adquirido no site da Amazon, para Kindle, Kindle Cloud Reader (para computadores) ou Kindle App (para celulares e tablets). Além disso, as vinte primeiras páginas estão disponíveis na Amazon para degustação, bem como no Wattpad. Basta buscar na internet pelo nome “O Rei Adulto”. Além disso, o leitor interessado também poderá encontrar esse link buscando pelo livro no Facebook, Instagram ou no blog.

 

Quais as principais atividades literárias desenvolvidas pelo autor Helio Jaques?

Helio Jaques – Já escrevi muita poesia quando jovem. E alguns poucos contos. Mas no momento minha única obra de fôlego e cunho literário é “O Rei Adulto”. Tenho dois outros livros iniciados, mas paralisados, em processo de fermentação. Sou astrônomo e professor na UFRJ. Por necessidade profissional, metade da minha atenção acaba se voltando para livros acadêmicos, não literários; e é nestes que tenho trabalhado mais ultimamente. O projeto que está mais avançado é a tradução para o português, bem como atualização, de uma obra clássica da Astronomia, sobre nomes de estrelas, publicado no século XIX.

 

Pois bem, estamos chegando ao fim da entrevista. Muito bom conhecer melhor o escritor Helio Jaques. Agradecemos sua participação na Revista Divulga Escritor. Que mensagem você deixa para nossos leitores?

Helio Jaques – Acredito que há em “O Rei Adulto” algo para cada leitor, pois a infância é uma fase comum a todos nós. Mas certamente os leitores afeiçoados a histórias de aventura e fantasia, mapas, trocadilhos linguísticos, e aqueles que cresceram embalados pelos textos de Monteiro Lobato e Michael Ende, encontrarão uma história marcante, que tem todos os elementos para inspirar ao longo da vida e tornar-se inesquecível.

 

Divulga Escritor, unindo Você ao mundo através da Literatura

https://www.facebook.com/DivulgaEscritor

Contato: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

 

Vídeo em Destaque

linkedin

Livraria em destaque

Editoras - Portugal

Editoras - Brasil

 

 

 

 

 

 Renova Livro carto

 

 

Portal Literário - Um Mundo literário ao seu alcance