Homenageando as mamães - poemas de Mãe - por Ana Paula Quintanilha Bastos de Jesus

ROUPA DE MÃE!!!!!!
Como me lembro daquele vestido! 
Vestido de flores igual à primavera,
colorida como as cores mais belas. 
Vestido de lese com fitas de cetim, 
enfeitados com flores do jardim.
Vestido de chitão igual seu coração.

Vestido de mãe não tem tamanho,
Quando o filho sente sua falta,
Esse pedaço de tecido se torna o mais belo dos abrigos.
Que abriga toda sua preocupação e acalma seu coração.
Simplesmente tecido,
Tecido de amor em forma de vestido.
Feliz dia das mães!!

 

VALORIZAÇÃO

Valor, para que valor?
Mãe não quer valor, quer sim valorização.
Tudo para mãe tem valor.
Valorizar aquele presentinho de infância,
feito de papel, valor inestimável.
Mais amável do que valor.
Para mãe valor e amor se confundem,
como mãe e filho que se fundem numa só alma.

 

MÃE MARAVILHA

Super-heroína, pois para suportar os desafios da vida só tendo super poderes,
Poder de se anular em prol das dificuldades da vida, 
Poder de se transformar em dez em prol das dificuldades da vida, 
Poder de se telestransportar para vários lugares, em prol das dificuldades da vida, 
Poder de não dormir várias noites, em prol das dificuldades da vida,
Mãe maravilha, sem dificuldades não há vida...
Feliz dia das mães.

 

Vídeo em Destaque

linkedin

Em destaque

Recanto da Lusofonia logomarca

Editoras - Portugal

Editoras - Brasil

 

 

 

 Renova Livro carto

 

 

Portal Literário - Um Mundo literário ao seu alcance

 

Autor parceiro
Tito Mellão Laraya

 Imagem Tito Laraya