Percepções da Sabedoria com a autora Edielane Lacerda da Cruz

O que mais deprime neste vasto universo aparente, é a hipocrisia, irmã da falsidade hipotética e prima da mentira absoluta.

   O que mais causa ira é ler a verdade dos falsários e ter que calar-se para manter a ordem vigente ou está fora do sistema e não poderá fazer absolutamente nada.

  O que mais abomina a alma é saber a verdade e ter que viver ao lado da mentira.

  O que mais afeta a dignidade é submeter-se ao indigno e curvar-se diante de seu poder.

  O que mais apodrece a consciência são palavras falaciosas vestidas de lei.

   O que mais exauri o sentimento afeto é o sentimento desconexo que inebria ignorantes.

  Os que mais tolos são, aqueles que chamam o sábio de mestre e o louco de insensato.

  A pobreza de espírito se veste de púrpura e ouro enquanto a riqueza da sabedoria morre na boca de um douto.

  A morte se veste de luz enquanto a vida é sufocada pela escuridão de poucas mentes.

  Os ignóbeis projetistas do mundo estão tomando as rédeas da humanidade, das mãos dos próprios pais.

  Os filhos da corrupção estão sendo gerados à luz do sol, enquanto a lua ri ironicamente do rico, que crê estar dando ao filho na melhor formação e não percebe o que espreita o rebento.

  Riem dos miseráveis das escolas públicas e cegos por suas indulgências não observam que trilham os mesmos a caminhos.

  O que mais preocupa o mestre é saber que existe um projeto traçado de forma estratégica e pedagógica para tornar a plebe escrava da liberdade aparente.

   Oh! Céus... Oh! dor... porque me fazes saber?

 

Sobre a autora:

Edielane foto FaceEdielane Lacerda da Cruz nasceu em Ponta Grossa (PR) em 26 de julho de 1964. Dedica-se ao magistério e às artes há mais de trinta anos e é contadora de histórias e autora de muitos projetos pedagógicos para o Ensino Fundamental. Psicopedagoga e professora atuante nos mais diversos níveis de educação, é formadora de professores, palestrante, animadora de oficinas pedagógicas, bibliotecária, arte-educadora, regente de coral, teóloga e escritora desde os 7 anos de idade. Ganhou muitos prêmios durante sua carreira, entre o quais se destacam: poesia “O conflidético” (conflito do aidético), pelo Sesc/Ponta Grossa, e “Os encantos de Itália”, no I Concurso Nacional de Poesias do Centro di Cultura Italiana (PR). Participou da Academia Pontagrossense de Letras e Artes (APLA), tendo sido responsável pelo Departamento de Teatro sob a presidência da poeta Sônia Ditzel Martello, em Ponta Grossa. Continua atuando como professora na Prefeitura Municipal de Ponta Grossa.

Vídeo em Destaque

linkedin

Em destaque

logo com o ISSN

Recanto da Lusofonia logomarca

Editoras - Portugal

Editoras - Brasil

 

 

 

 Renova Livro carto

 

 

Portal Literário - Um Mundo literário ao seu alcance

 

Autor parceiro
Tito Mellão Laraya

 Imagem Tito Laraya