Revisão de textos, cuidados na contratação

Por Josias A. de Andrade

Neste artigo falo da importância da prática em revisão de textos e alerto os tomadores desses serviços quanto aos cuidados na contratação dessa mão de obra.

Milhares de horas à frente da tela de um computador revisando textos e o fato de conhecer o trabalho de profissionais com pouca vivência na atividade permitem-me afirmar que um revisor não se faz da noite para o dia.

E nem mesmo após ter concluído a disciplina de revisão de textos o egresso da universidade está apto a prestar um trabalho excelente. Só o tempo permitirá ao novo revisor pôr em prática o conhecimento teórico adquirido e tornar-se um profissional destacado nesta tarefa.É no exercício constante da atividade,enfrentando e resolvendo situações desafiadoras, que o revisor irá adquirir a tão requerida prática profissional.

Nesta atividade, como em outras, há os bons profissionais, os medianos e os medíocres. E entre os medíocres encontram-se os “falsos”, isso mesmo, aqueles que não têm conhecimento algum do que de fato seja revisão de textos. Já escrevi um artigo dizendo que “os revisores piratas estão em nosso meio” e que é preciso tomar cuidado com eles. Oferecendo múltiplas vantagens, aceitam o preço que o cliente está disposto a pagar. Pois bem, os piratas são indivíduos espertos que conseguem ludibriar o cliente, convencendo-o de que seu preço, sempre abaixo dos de mercado, compensa. Sim, “preço baixo” é a carta que o pirata tem na manga. E por não ter o conhecimento e a prática exigidos pelo mercado, ele trabalha a preço convidativo. Isso prejudica o trabalho do revisor sério que dedicou milhares de horas na atividade para ser um ótimo profissional e poder oferecer um serviço excelente. Pasmem! Há clientes que aceitam e até contratam esses picaretas. Esses falsos profissionais são tão sórdidos, que conseguem ganhar a confiança do autor,que só percebe depois que foi enganado ou quando algum leitor lhe avisa, indignado com os erros que encontrou na obra. Aí já é tarde.

Em muitos casos o autor confia tanto no revisor, que acredita que o trabalho que pagou para fazer será entregue com a perfeição esperada. Conheço casos em que ao analisar o trabalho já publicado havia erros até no título da obra, para não falar do miolo, isto depois de uma grande quantidade de exemplares ter sido impressa. Noutra situação o autor se surpreendeu, dizendo que seu revisor era professor de português, e ficou horrorizado com o que viu. A essa altura diversos títulos já estavam “revisados”, publicados e divulgados por meio de uma campanha que também custou grande soma de dinheiro. Em decorrência disso os autores citados tiveram prejuízo tendo que pagar por nova revisão e impressão das obras, sem falar nas críticas vindas de leitores que, queiram os autores ou não, tinham razão quando reclamavam falando dos erros que encontravam. É bom que o autor esteja consciente da necessidade de uma boa revisão em sua obra e não subestime a inteligência de seu leitor. Afinal, a razão de ser do escritor é o leitor, sem o qual escrever não teria sentido algum.

Todos sabem que publicar no Brasil é bem complicado em razão dos custos, do interesse por parte das editoras e de outros entraves que emperram e desencorajam o novo autor.Não bastasse tudo isso, ainda há os espertalhões que grassam no mercado para atrapalhar esta importante etapa da cadeia produtiva do livro.  Sempre que posso alerto aos novos autores e editores para não contratarem revisores sem um histórico de sucesso. Referências, recomendações e portfólio são exigências bem eficazes para evitar que caiam na mão de um “revisor pirata”. A apresentação de obras de gêneros, autores e editoras diferentes pode dar uma garantia maior e sinalizar que um revisor é competente.

Também, neste caso, a exemplo do que ocorre com a venda de produtos piratas, é necessário que o autor e o editor estejam dispostos a pagar o preço de mercado ao profissional que atende às exigências sugeridas acima. Se não quiserem abrir a carteira e pagarem o que o trabalho vale, obviamente os “bucaneiros” entrarão em cena. E para combater esse mal a solução é não contratar esses serviços sem munir-se de garantias.

Em 2000, fundei a Texto Ideal – Serviços Editoriais, empresa focada nas demandas de editores, autores e principalmente de estudantes. Nesses 18 anos de efetivo exercício da atividade, revisamos centenas de livros os quais foram publicados, muitos deles best-sellers. Cada trabalho a nós confiado é tratado como uma causa que precisa ser ganha, por isso focamos na excelência do trabalho que realizamos. Até hoje não perdemos nenhuma.

logo MAIOR josias laranjaInteressados em ter seus textos revisados por nós podem solicitar orçamento:

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Skype: josias747

Site: http://texto10.wixsite.com/mais

 

Vídeo em Destaque

linkedin

Em destaque

logo com o ISSN

Recanto da Lusofonia logomarca

Editoras - Portugal

Editoras - Brasil

 

 

 

 Renova Livro carto

 

 

Portal Literário - Um Mundo literário ao seu alcance

 

Autor parceiro
Tito Mellão Laraya

 Imagem Tito Laraya