Em Portugal, conhecendo Guimarães com o pesquisador Estevão de Sousa

. O viajante, depois de deixar a cidade do Porto, (hoje tão na moda), seguindo pela A 3 e A 7, encontra, após percorrer 55 quilómetros em cerca de 44 minutos, a linda cidade de Guimarães, berço da nacionalidade portuguesa. Situada na região do Minho (talvez a mais bonita de Portugal), em que tudo é verde, inclusive uma boa parte do vinho ali produzido.

  A história de Guimarães começa com a condessa, Mumadona Dias, que por volta do séc. X ali mandou edificar o, ainda hoje existente castelo, cuja edificação ocasionou o inicio do povoamento da região, a qual começou por uma pequena povoação a que foi dado o nome de Vimaranes. Posteriormente, por volta do ano de 1096, o conde Henrique, casado com D. Teresa, concede-lhe o primeiro foral nacional.Atestando a importância crescente da, já então, vila de Guimarães, foi-lhe dado o titulo de capital do Condado Portucalense.
Em 1122 o jovem Afonso Henriques revolta-se contra a mãe, D. Teresa, nessa altura já viúva, disputando com ela a chefia do condado. Vencida a mãe na batalha de São Mamede, faz-se ali aclamar rei do recém-criado reino de Portugal, motivo porque Guimarães é conhecida – após, no séc. XIX, ter sido elevada à categoria de cidade - como a cidade berço.
Situada numa das zonas mais industrializadas do país, não sendo o seu progresso a isso alheio, continua ainda assim, a atrair um número exponencial de turistas. As suas ruas respiram história, encantando com os seus monumentos quem a visita. O centro histórico (Património Cultural da Humanidade), com as ruelas em que, os habitantes quase tocam com a mão na varanda do vizinho da frente, está em perfeito contraste com a urbe moderna e dinâmica que o rodeia. Esse dinamismo valeu-lhe ter sido nomeada em 2012, Capital Europeia da Cultura e, em 2013 ser considerada a melhor Cidade Europeia do Desporto.
Turisticamente, a cidade, soube com o seu dinamismo, inovação, cultura e gastronomia, preparar-se para ser hoje um dos maiores centros turísticos do país. Nela, pode o visitante apreciador de arte, história ou arquitetura, deliciar-se com os monumentos que a cidade lhe oferece, dos quais destacamos: o Padrão de Nossa Senhora da Vitória, o Castelo e a sua Torre de Menagem (de onde desfrutará de uma maravilhosa vista sobre a cidade); as Casas de Martins Sarmento e Egas Moniz, o monumento a Afonso Henriques, e tantos outros.Não ficávamos bem com nós mesmos se não lhe déssemos uma dica: não deixe de visitar o Palácio dos Duques de Bragança, com um traçado arquitetónico que é uma verdadeira pérola!Se nos permite, aconselhamo-lo a subir ao alto da Penha, até junto ao santuário – o que poderá fazer de teleférico – e deslumbrar-se com as vistas daí alcançadas.
Se visitar Guimarães, saiba que tem em Agosto as famosas festas gualterianas e em Dezembro as Nicolinas, em honra de São Nicolau.
Como nem só de belos monumentos vive o homem, vamos falar um pouco de gastronomia!!!
Em Guimarães, no que respeita a gastronomia,  encontrará o visitante uma tal riqueza que, à boa maneira do Minho o deslumbrará, quer degustando um saborosíssimo bacalhau constipado, um bacalhau de rendinhas, uma boa vitela ou um prato de chibinho (cabrito). Se preferir, poderá ainda banquetear-se com os famosos rojões ou com um bom bucho recheado.
Já falámos em vários pratos que constituem o cardápio de Guimarães; falta falar-lhe dos doces.Ai os doces!... Esses são de fazer pecar um santo! Ó amigo turista: olhe ali aquele Toucinho do Céu! E, aquelas tortas, logo ao lado! Acha que vai resistir? Hum... julgo que não! Sabe: é que em doçaria conventual, Guimarães pede meças a qualquer uma!

Ah! Mas falta falar dos vinhos. Quanto a esses, que havemos de dizer? Venha daí prová-los e dê-nos a sua opinião. Será sempre bem vindo!Venha conhecer a linda região do Minho onde, para além de visitar os monumentos acima indicados, poderá espraiar a vista pelos extensos vinhedos existentes na região, podendo ainda, se assim o desejar, visitar também Braga - a cidade dos Arcebispos, onde são inúmeros os locais de interesse, que deixaremos para uma próxima crónica.
Não hesite, venha conhecer uma das mais lindas regiões deste maravilhoso país que é Portugal! Esperamos por si.

2017

 

 

Vídeo em Destaque

linkedin

Livraria em destaque

Editoras - Portugal

Editoras - Brasil

 

 

 

 

 

 Renova Livro carto

 

 

Portal Literário - Um Mundo literário ao seu alcance

 

Autor parceiro
Tito Mellão Laraya

 Imagem Tito Laraya