Poeiras da Alma apresentadas por Maria José Vital Justiniano

Por Shirley M. Cavalcante (SMC)

Maria José Vital Justiniano é mineira e mora em Patos (PB), estado que adotou de coração. Formada em Letras, possui pós-graduação em Ciências da Sociedade pela UEPB,é professora universitária,ministra várias disciplinas e é amante das letras.

É de sua autoria o projeto Comitê de Leitura – iniciativa apoiada pelo FIC Augusto dos Anjos, do governo do estado da Paraíba.

O mesmo projeto foi desenvolvido na prefeitura de Patos, apoiado pelas Faculdades Integradas de Patos (FIP), em parceria com a prefeitura local.

“A obra representa resíduos, ou melhor, traça a solidão, angústia, alegria e tristeza, elementos presentes em toda alma humana.”

 

Boa leitura!

 

Escritora Maria José Vital Justiniano, é um prazer contarmos com a sua participação na Revista Divulga Escritor. Conte-nos, o que mais a encanta na arte de escrever?

Maria José - O poder que as palavras possuem. Jogar com palavras faz a sensibilidade ficar aguçada, além da concentração necessária ao ato de escrever. Existe uma corrente de possibilidades de ajustar as palavras, cada uma é um elo da corrente. Isto significa dizer que ficamos envolvidos o tempo todo na magia de gerar uma poesia.

 

Quais temas estão sendo abordados em seu livro “Poeiras da Alma”?

Maria José -Temas diversificados. Desde gêneros discursivos já conhecidos, como crônicas, contos, homenagens, orações... até tritofes, uma modalidade criada por mim, chamada de experimental. O amor é uma tônica recorrente em vários textos da obra. Acredito que a busca por originalidade sempre me perseguiu.

 

Apresente-nos sua obra poética.

Maria José - A obra representa resíduos, ou melhor, traça a solidão, angústia, alegria e tristeza, elementos presentes em toda alma humana.

As nossas poeiras ficam acumuladas, e nem percebemos que elas precisam sair da alma. É um livro escrito, carinhosamente, com detalhes e retalhos formando um conjunto de textos desenhando o mosaico literário que permite ao leitor(a) um adentrar-se, um suspiro; enfim, uma viagem ao universo poético.

 

Apresente-nos um dos textos publicados em “Poeiras da Alma”:

Poesia Triste

Na busca das letras,

meu coração acelerou

para formar palavras.

Minhas mãos tremeram.

Cada verso escrito,

uma lágrima rolava,

e a poesia fugia.

Na fuga,

levava minha alma;

em minha alma cada pulsação

me sufocava.

Nem mesmo a poesia me acalmava.

Atrás de um poema corri,

meus olhos lacrimejaram,

a poesia sorriu.

 

O que mais a atrai nos textos poéticos?

Maria José – A realização de se sentir viva.

 

O que diferencia o seu livro “Poeiras da Alma” de “Segredos em Poesias”?

Maria José - A obra “Segredos em Poesias” surgiu de repente, da necessidade de fazer uma coletânea de rascunhos, de escritas marcadas pelo tempo; enquanto “Poeiras da Alma” me despertou agora, no presente, uma mistura de sonho se magias que precisavam passear fora do meu eu. Nesta obra, que possui 200 páginas, há marcas e vértices de uma caminhada mais madura no âmbito da literatura moderna.

 

Onde podemos comprar os seus livros?

Maria José - No site do Recanto das Letras tem meu contato.

Futuramente visitarei as livrarias para tentar deixar em exposição para venda.

https://editora.recantodasletras.com.br/livros/Poeiras-da-Alma--MARIA-JOSE-VITAL-JUSTINIANO

 

Quais os seus principais objetivos como escritora?

Maria José - Esta pergunta é quase impossível de responder. Vou tentar. Apenas buscar na dimensão literária um espaço, não de promoção no sentido de se impor como escritora, mas que os textos possam ser a chave – a resposta para a libertação do ser humano.

 

Apresente-nos o seu projeto “Comitê de Leitura”. Quais objetivos? Onde é realizado? Quem pode participar?

Maria José - O referido projeto já foi realizado e agora está inativo. Na época, o valor social atingiu mais de 80 crianças. Eram duas horas diárias com professores que trabalhavam desenvolvendo a leitura e a escrita.

A metodologia era sempre utilizando textos de diversas modalidades. A partir dos textos e, após três meses, as crianças eram convidadas a construírem outros textos. O produto originou a obra “Escritores Mirins”.

 

Pois bem, estamos chegando ao fim da entrevista. Muito bom conhecer melhor a escritora Maria José Vital Justiniano. Agradecemos sua participação na Revista Divulga Escritor. Que mensagem você deixa para nossos leitores?

Maria José - Quero agradecer a vocês a oportunidade da divulgação, fazendo um convite para que busquem ler a obra “Poeiras da Alma”.

 

Divulga Escritor, unindo você ao mundo através da Literatura

https://www.facebook.com/DivulgaEscritor

Contato: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Vídeo em Destaque

linkedin

Livraria em destaque

Editoras - Portugal

Editoras - Brasil

 

 

 

 

 

 Renova Livro carto

 

 

Portal Literário - Um Mundo literário ao seu alcance