Entrevista com o revisor de textos Josias Andrade

Afinal, por que revisar?

Josias A. Andrade (Josias Andrade), nascido em Borda da Mata (MG), é jornalista, redator publicitário, ghost-writer, revisor de textos e preparador de originais. Autor do livro Escreva Textos Atraentes, trabalhou em agências de publicidade, jornais e editoras. Em parceria com Taissa Antonoff Andrade, fundou a Texto Ideal – Serviços Editoriais, dedicada à revisão de textos, tornando-se referência no segmento.

Na entrevista abaixo, o revisor fala da importância, dificuldades e desafios enfrentados na atividade e analisa o ramo editorial à luz da crise atual.

 

O que o levou a interessar-se por revisão de textos?

Josias Andrade – Leitor exigente, sempre gostei de ler textos bem escritos; e encontrar erros, quaisquer que fossem, me incomodava muito. Ao contatar uma editora didática, pediram-me que corrigisse alguns textos, o que fiz prontamente. A editora, quando viu as correções, gostou tanto, que me ofereceu muitos trabalhos como frila. Decidi então que era isso que faria daí em diante, e não parei mais.

 

Por que a revisão é tão importante na produção do livro?

Josias Andrade – A revisão de textos, para as editoras, equivale ao controle de qualidade, para a indústria. Ao ser impresso, espera-se que o material esteja impecável. E para isso é preciso que haja completa sinergia entre os envolvidos na produção, desde o autor até o revisor que confere a segunda e última prova. Um erro, por insignificante que possa parecer, pode causar enormes problemas e comprometer uma edição inteira. Para evitar dor de cabeça e prejuízo, contratar um revisor é a decisão mais acertada.

 

Quem são os clientes que contratam seus serviços?

Josias Andrade – Dentre os que buscam por revisão de textos estão as editoras, os autores, os estudantes — quando preparam seus artigos, monografias, teses e dissertações —, agências de publicidade, assessores de imprensa, pesquisadores e muitos outros.

 

Quais os problemas mais corriqueiros que o revisor encontra?

Josias Andrade – Os problemas com o texto são muitos, e há muitas formas de escrever errado: erra-se muito na acentuação, pontuação, concordância; há descuido nas conjugações verbais, muita desatenção e falta de conhecimento das orações subordinadas, colocações pronominais e por aí vai. Muitos ainda desconhecem as regras do último acordo ortográfico. Mais que isso: muitas pessoas têm vícios de linguagem e seguem modismos que adquirem pela mídia, como é o caso do “a nível de”, “por conta de”, “em função de”, locuções que precisam ser usadas com consciência.

 

Como o mercado está reagindo à atual crise econômica?

Josias Andrade – A crise econômica que vivenciamos repercute também no meio editorial, atingindo o produto final — o livro. Ao cortar gastos, autores e editores deixam de contratar o serviço de revisão e arriscam publicar “no escuro”. Com isso, é claro que a qualidade cai. Às vezes o leitor só percebe que o livro tem erros quando começa a ler. Espera-se que o editor tenha responsabilidade pelo material que edita. Pois se o leitor exigisse a troca do livro com erros ou a devolução do dinheiro com base na Lei do Consumidor, certamente os editores pensariam duas vezes antes de imprimir um livro sem revisão ou revisado por curiosos ou alguém de “confiança”. Revisão é tarefa a ser executada por um profissional — o revisor.

 

Há muita concorrência neste mercado?

Josias Andrade – Sim, há os curiosos e inexperientes que fazem um serviço ruim e cobram abaixo do preço justo. Isto prejudica os profissionais comprometidos, que abriram empresa, emitem nota fiscal e pagam impostos para exercer a atividade legalmente. Há muitos aventureiros dizendo-se “revisores”. É preciso que as editoras e os interessados neste serviço fiquem atentos, pois já fui procurado diversas vezes para refazer trabalhos feitos por profissionais medíocres. Cobram barato, fazem serviço porco e desaparecem.

 

O que teria a dizer aos novos autores e aos editores?

Josias Andrade – Tanto aos novos autores quanto aos velhos editores eu diria que não economizem em revisão. Contratem revisores comprometidos, valorizem este trabalho, atentem para a importância da revisão e não vejam como despesa, mas como investimento. Livros bem produzidos e isentos de erros geram recomendações de leitor para leitor, conferindo credibilidade à editora e ao autor, e todos saem ganhando. Já revisei livros que ficaram durante meses na lista dos mais vendidos da Revista Veja. Isto não acontece por acaso.

 

Como contratar o serviço?

Josias Andrade – Para informações sobre o trabalho, forma de pagamento, prazo e orçamento, escreva para: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. ou use o formulário do site: http://texto10.wixsite.com/mais, na página de contato.

 

Fonte: Assessoria de Imprensa Texto Ideal

 

 

Contato

smccomunicacao@hotmail.com

Vídeo em Destaque

linkedin

Livraria em destaque

Editoras - Portugal

Editoras - Brasil

 

 

 

 

 

Portal Literário - Um Mundo literário ao seu alcance